Superman – O Filme

download1“Superman – O Filme” (EUA – 1978), dirigido por Richard Donner, é uma das versões mais fiéis da história clássica do personagem. Contou em seu elenco com o eterno super-homem, Christopher Reeve, além de Gene Hackman, Marlon Brando e Glenn Ford.

Como todos sabem, o filme mostra como kal-El foi enviado por seus pais do planeta Krypton para a Terra e como, após ser adotado por um casal, cresceu e passou a desempenhar dois papéis. Um, é Clark Kent, sujeito simplório que trabalha como repórter no Planeta Diário, na fictícia Metrópolis. O outro é o “alter ego” de Clark, nada menos do que o protetor, o salvador, um super-homem, que combate inimigos que queiram prejudicar pessoas e/ou dominar o mundo, com destaque para Lex Luthor.

Até aí não há novidades. No entanto, um exame mais atento do enredo revela alguns aspectos, no mínimo, interessantes. Primeiro, a semelhança ente o Superman e Moisés, patriarca dos Judeus. Afinal, ambos foram colocados numa “cesta” – no caso do super-homem; numa cápsula espacial – para serem salvos, vindo, posteriormente, a ser encontrados e criados por pais adotivos. Quer mais? Então veja: a mãe de Moisés se chamava Joquebede, enquanto o pai do super-homem Jor-El…
christopher reeve transformation by supermanmos2013-d50jqp0-300x127

As semelhanças com religiões não páram por aí.

Os pais adotivos do super-homem, Jonathan e Martha, contêm as mesmas iniciais dos pais de Jesus Cristo. Não bastasse isso, o super-homem tem super poderes. Não só desafia as leis da física ao voar, assim como tem visão de raio-X, visão telescópica e audição supersônica, ou seja, é ele quem tudo vê e tudo ouve. Por fim, seu maior inimigo é Luthor, cuja grafia muito se assemelha a Lúcifer…

Há, ainda, traços da Mitologia Grega no superman. A referência a Hércules é uma delas. Ambos têm origem não humana. Se Kal-El é extraterrestre; Hércules é um semideus, filho de Zeus com a mortal Alcmena. Além do mais, os dois têm força sobre-humana.

Essas coincidências, porém, parecem não ser obra do acaso. Superman ganhou popularidade durante a Guerra Fria. Significa dizer: a figura de um messias contemporâneo, cujo uniforme ostenta predominantemente as cores da bandeira dos Estados Unidos, titular de uma ética incorruptível, que faz uso da força somente quando necessário, além de, como paladino da justiça, estar sempre pronto para combater o inimigo – talvez russo – que quer dominar o mundo podem significar, em termos de psicologia social, mais do que mero entretenimento…

Não há dúvida de que quem quer que assista aos filmes ou episódios do superman se identifica com ele. Nem tanto pelos aspectos religiosos e mitológicos destacados, mas pelo fato do super-homem ser, também, um homem comum, com um trabalho comum, enfim uma pessoa comum, mas que, no seu íntimo, traz um segredo: ele sabe que é um super-homem e que busca na “Luz” – no caso do super-homem na luz solar – a força para realizar sua obra. Dessa forma, acabamos por nos tornar presa fácil para a manipulação de ideias, conforme os interesses de momento, o que não contribui para uma sociedade realmente consciente e crítica. Isto faz lembrar Aldous Huxley que, no clássico “Admirável Mundo Novo”, ao retratar uma sociedade pré-condicionada, biológica e psicologicamente, fez constar: “uma afirmação feita mais de sessenta e duas mil vezes, torna-se não simplesmente verdadeira, mas axiomática, evidente e totalmente indiscutível”.

Esse, portanto, parece ser o segredo do sucesso do super-homem. Tanto é que, mesmo após ser morto na série HQs, em 1992, por Doomsday (Apocalipse, em português), renasceu sem maiores explicações nas séries de TV, como em “As Aventuras de Louis e Clark” (1993) e em “Smallville” (2001), além de ressurgir nas telas de cinema com “Superman – O Retorno” (2006),e com “Superman – O Homem de Aço” (2013).
17325 579886932036593 247333191 n-300x225

Para encerrar, mais duas curiosidades: a primeira está na aliteração “L.L.”, recorrente nos personagens do super-homem, caso de “Louis Lane”, “Lex Luthor” ou “Lana Lang”. A segunda, para o destaque exagerado da letra “S” em seu uniforme. De acordo com especulações, estas seriam as marcas de seus criadores Jerry Siegel e Joe Shuster no personagem. “L.L.” seria “J.J.” invertido, o que equivale às iniciais dos nomes de Jerry e Joe. Já o “S” seria a inicial comum no sobrenome de ambos.

Autor:

Deixe um comentário