Cinema

“Argo” ganhou o Oscar de melhor filme em 2013, além de muitos outros prêmios de impacto no cinema mundial. Teve como diretor e protagonista Ben(jamin) Affleck. O filme toma por base a Revolução Iraniana (1979). Com se sabe, esta se deu com a tomada do poder pelo Aiatolá Khomeini e destituição do governo autoritário do Xá Reza Pahlavi, o qual mantinha laços com o Ocidente (leia-se: EUA), situação que desagradava vários segmentos no Irã. Além disso, Pahlevi desconsiderava a diferenças sociais, a crise econômica e os valores religiosos históricos no país, embora pessoalmente vivesse em situação de extrema opulência.

A Experiência é um filme alemão (2001), dirigido por Oliver Hirschbiegel. No filme, homens são convidados, por meio de anúncios nos jornais, a participar como voluntários de uma experiência científica, não esclarecida. Se aceitarem, irão receber uma soma em dinheiro.

O Homem do Braço de Ouro – The Man with the Golden Arm – é mais uma adaptação para o cinema de uma obra literária; no caso, do romance homônimo de Nelson Algren. O filme, lançado em 1955, foi sucesso de bilheteria nos EUA. Teve como diretor Otto Preminger e no elenco Frank Sinatra (1915-1998), Eleanor Parker (1922-2013) e Kim Novak (1933-). Foi indicado em três categorias para o Óscar: melhor ator (Frank Sinatra), melhor direção de arte e melhor trilha sonora, esta sob a responsabilidade de Elmer Bernstein, que utiliza o jazz como ritmo. Além disso, é uma boa oportunidade para ver o ator Sinatra, superando-se na arte de interpretar.

Redenção, no original “Redemption: The Stan Tookie Williams Story”, é um filme de 2004, baseado na história real de Stanley Tookie Williams, com direção de Vondie Curtis-Hall.

“Conta comigo”, ou “Stand by Me” no original, é um filme americano de 1986. Dirigido por Rob Reiner, baseou-se no conto “The Body”, de Stephen King. O destaque da trilha sonora fica por conta da música, de mesmo nome, “Stand by Me”, na voz de Ben E. King.

“Waking life” é um filme diferente. Apesar de ser relativamente recente (2001) foi pouco exibido no Brasil, por isso não é conhecido do grande público. Na verdade, não se trata propriamente de um filme, mas de uma animação computadorizada, que se sobrepôs às cenas gravadas por atores reais. Empregou-se a técnica conhecida como rotoscopia, que dá aparência de se estar diante de um desenho animado futurista. Por conta disso, cada minuto do filme, de um total de 1h29min, exigiu dos animadores cerca de 250 horas de trabalho.

Existem dois filmes que fazem referência ao Tribunal de Nuremberg, oficialmente denominado “Tribunal Militar Internacional vs. Hermann Göring et alii”. O primeiro deles é “Julgamento em Nuremberg” (Judgment at Nuremberg), EUA, 1961, e que traz em seu elenco Spencer Tracy, Burt Lancaster, Marlene Dietrich, Judy Garland e Montgomery Clift. O segundo é “Julgamento de Nuremberg” (Nuremberg), Canadá/EUA, 2000, e conta com atores como Alec Baldwin, Jill Hennessy e Cristopher Plummer.

VIPs é um filme brasileiro (2010), que tem Wagner Moura no papel principal. O filme se baseia na história real de Marcelo Nascimento da Rocha, dotado de grande poder de persuasão e que transitou, convenceu e enganou várias pessoas que cruzaram seu caminho, desde criminosos, policiais ou membros da high society.

Página 3 de 4