Cinema

“Zelig” é um filme norte-americano (1983), produzido e dirigido por Woody Allen, o qual também atua como personagem principal, contracenando com Mia Farrow.

Quem é o “eu” que habita em cada um de nós? É produto do meio ou traz em si uma essência (ou alma)? Até que ponto nossas mudanças de opiniões e de valores ao longo da vida afetam nosso “eu”? Somos os mesmos que éramos há 30 anos? O que mudou de nossa infância para cá? Existe apenas um só “eu” ou vários que habitam em nossos corpos? Qual é, de fato, a relação que existe entre “corpo” e “mente”? O dualismo defendido, sobretudo, por Descartes e Locke existe?

Clube da Luta (“Fight Club”) é um filme americano de 1999, dirigido por David Fincher, que tem no elenco Brad Pitt, Edward Norton e Helena B. Carter. Edward Norton vive o papel de um personagem cujo nome não é revelado. Por vezes, ele se autodenomina como “Jack”, o que, na tradição estadunidense, equivale a alguém comum e sem expressão. Este é o ponto chave para entender o filme. Em certa passagem, “Jack” esclarece que foi abandonado pelo pai quando tinha 6 (seis) anos de idade. Apesar disso, seguiu os protocolos sociais e se tornou uma pessoa normal, integrando-se à sociedade. Trabalha para uma seguradora, tem um confortável apartamento, um bom salário etc. No entanto, começou a sofrer de insônia e isto lhe causa angústia e uma sensação de vazio, tudo sem qualquer causa aparente. Em razão disso, “Jack” decide procurar medicação para solucionar seu problema, mas recebe a recomendação médica de começar a frequentar grupos de apoio a pessoas doentes para sentir a verdadeira dor do mundo. Nessas reuniões ele conhece Marla Singer (Helena B. Cartel), com quem passa a se relacionar. As tais sessões, porém, pouco auxiliam “Jack”. É neste contexto, então, que surge o contato com Tyler Durden (Brad Pitt). Tyler e “Jack” acabam fundando o “Clube da Luta”; uma espécie de grupo de amigos que travam lutas – um contra um –, espancando-se mutuamente sem qualquer motivo para tanto. É aí que entra a pergunta: por que “Jack” fundou o Clube da Luta? Contra quem ele está lutando? Por quê? Para quê?

O filme Looper (EUA/2012) se passa parte em 2044 e parte em 2074. Em 2044, a viagem no tempo ainda não é uma realidade; mas em 2074, sim. Porém, tão logo se tornou possível, veio a ser proibida. Assim, em 2074 as viagens no tempo só ocorrem de forma clandestina, e são utilizadas principalmente pela máfia de Kansas para dar um sumiço nos corpos de seus inimigos, uma vez que o sistema de rastreamento da polícia é muito “eficaz”.

Amadeus (EUA, 1984) é um filme baseado nas vidas de Wolfgang Amadeus Mozar e Antônio Salieri, músicos que viveram em Viena, Áustria, em meados do Século XVIII. Com direção de Milos Forman, o filme venceu 40 prêmios, dentre os quais 8 Oscars, inclusive o de melhor filme. A princípio, discorre sobre a história de Mozart; expõe seu talento musical e sua excentricidade, além de mostrar o contexto em que foram criadas óperas como Dom Giovani e A Flauta Mágica, que encantam até mesmo quem que não simpatiza com esse gênero musical. Mas estes são apenas alguns de seus ingredientes, que traz ainda outras abordagens como a fé e a perda desta; relações interpessoais, além de explorar sentimentos como o medo e o desejo de vingança.

O filme indiano “Como Estrelas na Terra – Toda Criança é Especial” (2007), no original “Taare Zameen Par – Every Child is Special”, conta a vida do menino Ishaan Awasthi, de 9 (nove) anos, e de sua família, formada por ele, seu irmão, com cerca de 12 (doze) anos, e os pais de ambos. Tudo seria normal não fosse o fato de Ishaan, ao contrário de seu irmão, não ser um aluno exemplar. Pelo contrário, já reprovou o terceiro ano e está prestes a reprovar de novo. O menino tem dificuldades em ler, em fazer cálculos, enfim em aprender como as demais crianças de sua idade. Para Ishaan, as letras “dançam” diante de seus olhos e ele não consegue captar sentido algum naquilo. Apesar disso, tem uma capacidade de abstração incomum. Vê um mundo diferente se comparado com as outras pessoas. Por conta disso, tem grande habilidade para desenhar e pintar, embora isso não seja reconhecido em sua casa, na escola ou por quem quer que seja.

O Zorba, o grego (1964) é uma adaptação para o cinema do romance homônimo de Nikos Kazantzakis. O filme se inicia com a chegada de um escritor inglês, Basil (Alan Bates), à Grécia onde pretende pôr em prática um novo projeto de vida, pois há seis meses não consegue escrever mais nada. Basil tem ascendência grega e recebeu como herança um bem na ilha de Creta, o qual, no passado, fora explorado como mina de carvão. Sua intenção é restabelecer as atividades da mina, enquanto permanece sem inspiração para escrever.

“Um Estranho no Ninho” (“One Flew over the Cuckoo’s Nest”) é um clássico do cinema. Na ocasião em que foi exibido (1975), recebeu o Oscar de melhor filme, melhor ator, melhor atriz, melhor diretor e de melhor roteiro adaptado. Foi dirigido por Milos Forman e se baseou no romance homônimo de Ken Kesey. Contou em seu elenco com atores como Jack Nicholson, Danny DeVito, Christopher Lloyd, Louise Fletcher, dentre outros.

Página 2 de 4