Pinturas

“É preciso caos interior para nascer uma estrela”. Nietzsche

O ser humano precisa dar sentido ao mundo à sua volta. A vida não pode deixar de ter sentido, mesmo que seu sentido seja a ausência de sentido, o que já é um sentido. A lacuna de sentido “produz monstros” e torna a vida insuportável.

Um homem, cujo rosto não é mostrado, observa a paisagem do alto de uma colina. Ele está reflexivo e sua postura ereta sugere confiança e êxito. Êxito na jornada de sua vida. Ainda assim, mesmo do topo, sua visão é obscurecida pela neblina, o que parece indicar as limitações humanas para compreender em plenitude a essência das coisas. A cena ainda é marcada pelo contraste de cores, o que parece remeter à dualidade da vida (noite/dia, frio/quente, bem/mal), e indica a busca constante pelo equilíbrio.

Página 6 de 6