Textos do autor

O texto a seguir consiste na cerimônia de casamento que tive a honra de celebrar, como Juiz de Direito, de duas pessoas muito importantes para mim.
Explicação necessária: não sabemos com precisão até quando vamos viver. Pensando nisso, escrevi o texto abaixo. Nunca o mostrei aos meus filhos. Espero que algum dia eles leiam ao acaso. E, ao lerem, isto possa lhes fazer bem.
Gosto de lembrar de momentos de minha infância. Já gostei mais, mas ainda gosto. Não sei o motivo de gostar disto. Parece que há um certo conforto nessas lembranças, apesar de, ao mesmo tempo, também me causar uma certa angústia. Lembrar bons momentos é bom, mas traz consigo a tristeza…
Estou no aeroporto de Congonhas em São Paulo. É pouco mais de 18h30mmin. Acabo de passar por uma experiência que “mexeu” comigo. O que vim fazer aqui, nesta segunda-feira de maio? Não importa. Nem a data importa. O que importa é o fato…
Página 4 de 7